-

sexta-feira, 25 de maio de 2012

Revivendo Luiz Vieira

Por incrível que pareça, estive no último sábado, pela primeira vez, em um aniversário de 15 anos! Pois é... minha filha atingiu essa idade em 2000, quando estávamos há pouco tempo nos Estados Unidos e, certamente, nem pensamos em grandes festas. Foi só um bolinho e, ainda assim, a ocasião foi compartilhada com um amigo brasileiro que fazia 12 anos no mesmo dia. Em vez de festa, ganhou seu primeiro laptop, que propiciou que começasse a dedicar-se à escrita, aonde escreveu seu primeiro livro, em inglês, também de 400 páginas... hoje ela o acha meio infantil... mas quem sabe, quando A Arma Escarlate (link) estourar, ela volta a pensar nele...


O fato é que foi minha primeira festa de debutante. Lá pelo meio, a aniversariante aparece, deslumbrante, em seu vestido de gala (antes usava um outro mais apropriado a dançar). Aplausos, parabéns a você, valsa com pai com irmão, com parente, e discurso do pai. Palavras elogiosas à estudiosa e querida filha e promessa de que mais surpresas viriam. Fico na expectativa.

Vejo chegar um casal, ela com violão, ele com microfone. Começam a tocar. Ouço os acordes iniciais ao violão, sem reconhecer. Mas aí, vêm as primeiras 3 palavras da canção:

"Você é isso ..."

Imediatamente, naquele átimo de segundo até a 4ª palavra e as seguintes, minha mente voltou 40 anos.... e me lembrei daquela figura forte, de cavanhaque, sotaque nordestino, que cantava nas televisões aquela canção, uma das mais belas do cancioneiro popular, uma linda declaração de amor. Seu nome: Luiz Vieira. E voltando ao presente, no átimo seguinte, as lágrimas acompanharam  ... uma beleza imensa, toda a recompensa de um amor sem fim ... Você é isso, uma nuvem calma no céu de minh'alma ...É ternura em mim .... Você é isso, estrela matutina .... e por aí foi. Paz do Meu Amor é o nome da canção!

Lá pelo meio, entre uma lágrima e outra, pensei:”Só faltava emendar com Menino Passarinho!!!”

Bingo!

Outro grande sucesso do pernambucano. Uma curtíssima canção, de apenas duas estrofes, ‘Quando estou nos braços teus, Sinto o mundo bocejar... Quando estás nos braços meus ... Sinto a vida descansar..... No calor de teu carinho, sou menino-passarinho, com vontade de voar...’, mas quantas emoções nos traz!!! E o nome da canção, que não é o pelo qual ficou em minha memória.. Prelúdio pra ninar gente grande... tudo a ver!!!

Depois, entoaram Como É Grande O Meu Amor Por Você, mas essa eu ouço várias vezes por ano há 40 anos.


Como é que aquele pai foi ressuscitar aquelas duas pérolas? Que emoção!! Lembrou-me o meu (pai), que chorava com elas. O de Neusa também, ela me disse.

Desde então, me pego cantarolando as duas canções.
Obrigado, amigo!!!

Se tiverem curiosidade, eis aqui uns links
1. Paz do Meu Amor 
http://www.paixaoeromance.com/70decada/a_paz_do_meu_amor/h_a_paz_do_meu_amor.htm

2. Prelúdio pra ninar Gente Grande 





Abraço

Homerix Menino Passarinho Ventura

10 comentários:

  1. Nossa......muuuuuuuuuuuito LINDO!!!!

    ResponderExcluir
  2. Nossa!! Em uma sociedade onde já se traiu a si mesma, perdendo a maioria dos princípios e valores, expressar o amor, hoje em dia é tudo...que lindo!! Está escrito assim na palavra de Deus: Os que esperam no SENHOR renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam Isaías 40: 31 Bjkas Flavia Leal

    ResponderExcluir
  3. Nossa...faz tanto tempo que não lembrava dessa canção, ...mas realmente ela é linda demais, bela escolha pra homenagear a aniversariante!!!!

    ResponderExcluir
  4. Homerix,

    É isso aí. Recordar é viver. As canções do Luiz Vieira, sobretudo as duas que você citou, têm conteúdo poético e muita ternura. São canções que não envelhecem jamais.

    ResponderExcluir
  5. Nossa Homero que lindo!!!!Vc me emocionou mais uma vez!!!Obrigado amigo..emoção linda!!!

    ResponderExcluir
  6. LINNNNNNNDO!!! CONSEGUIU ME EMOCIONAR!!! ADOREI

    ResponderExcluir
  7. lembro dessa canção!com o cantor Fagner!fantástica!sei que a letra e música era de Luiz vieira!Aqui no nordeste!ele e eterno!bela homenagem!muito bonita essa e avida que pedimos emoção e alegria valeu amigo!

    ResponderExcluir
  8. margarida martins27 de maio de 2012 10:57

    Amigo Homero deve de sentir-se orgulhoso,pois quando nós transmitimos nossas emoções não nos devemos preocupar se os outros nos acham brega ou não,o que importa é nossos sentimentos pois sabemos que são verdadeiros,parabéns por ser quem é,já agora as canções são lindas,um abraço.

    ResponderExcluir
  9. Chefe Homero

    Pareço sério, brincalhão em alguns momentos mas, também me derreto em momentos desse tipo. Nos 15 anos de minha filha foi o mesmo e em várias outras ocasiões.
    As vezes tento esconder mas não consigo.
    Sou humano e tenho sentimentos, logo não vejo nada demais ter emoções. Por que só mulheres podem ter?
    Belas músicas e de grandes emoções (acho que vi isto em alguma música)
    Abraços
    Itamar

    ResponderExcluir
  10. Homero,

    Adoro o Luiz Vieira.... sou de Minas, e quando morava lá.... a gente sempre se encontrava em bares ou na casa de alguém, um violão, um chocalho feito com latinha de cerveja e muito gogó pra cantar..... e ficavamos horas cantando..... e quando mais o tempo passava, mais fundo do baú a gente buscava as músicas.... daí onde busquei as duas pérolas. Essas duas músicas foram cantadas no nosso casamento e no sábado dia 19 completamos 17 anos. Gosto muito da versão do Jessé no link
    http://www.youtube.com/watch?v=HSdG3gkk8og
    Além dessas músicas, qual outra música que poderia expressar o nosso amor a nossa filha?? Na qualidade de fãnzona do Roberto Carlos só poderia Como é grande o meu Amor por Você.

    Um grande abraço.
    Salpen

    ResponderExcluir