-

sexta-feira, 6 de julho de 2012

Depoimento de um pneumônico

MARÇO 2012 - Um evento pulmonar e seus desdobramentos

Como alguns já sabem, passei pela experiência de uma pneumonia.

É desagradável!

Primeiro, a interrupção de sua vida normal, claro. Depois, a preocupação com o diagnóstico, o temor por uma coisa mais grave, e a imobilidade do tratamento, a constante coleta de exames.  

Mas a minha foi até simples!! Nem precisei ser internado!!

É bom fazer uma cronologia básica, assim ordena-se o pensamento...

Dia 0 - Domingo -  O Sinal
Sem qualquer tosse ou sinal externo, começa de noite uma dor nas costas, nada que me preocupasse. Já havia sentido aquela 'dor muscular'.

Dia 1 - Segunda - O amigo Corujão
De tarde, visita ao setor médico da empresa, pra que receitassem um anti-inflamatório pra 'dor muscular'. Entretanto, a doutora, ao auscultar o pulmão  (dor ao respirar fundo), disse: "Evento pulmonar. Possibilidade de pneumonia. Recomendo uma emergência". Copa D'Or, sangue e Raio-x do tórax (com doloridíssimas inspirações profundas), soninho na sala de espera, a médica diz: Mancha no Raio X + alteração no sangue = leve pneumonia. Antibiótico porrete (Avalox 400 dose diária) e Anti-inflamatório porrete (Diocil sub-lingual) em caso de dor. Ao tentar dormir, impossível! Deitar? De costas, impossível.... de bruços ou de lado, tmepo máximo 3 minutos.  Travesseiro pra sala, cochilos em sofá e variadas poltronas. No Corujão, Sete Anos no Tibet, inteirinho!
Dia 2 - Terça - Melhor procurar especialista
Dia todo sem posição. Dor a cada tossir, a cada respirar fundo, a cada bocejar, a cada arrotar. Espirros?  Matei todos na raiz, com medo das conseqüências.  Diocil a cada 6 horas. Decisão de consulta a especialista. procura no Sistema da Empresa. Encontro uma Dra. Agnes, em Copacabana, que me abriria um encaixe na quarta. Dormir? Repetida a noite anterior, só mudando o filme do Corujão: Nova York Sitiada, inteirinho!

Dia 3 - Quarta - A Pneumologista
Estado Geral? SSDD - como os americanos dizem - Same Shit Different Day! Ainda sem os exames do Copa D'Or, que só sairíam na sexta (um absurdo), peguei uma requisição da Dra.Agnes para um novo Raio-X, antes da consulta, do outro lado da rua, para que ela pudesse ver algo. Peguei a imagem, sem o laudo, atravessei a rua, entreguei à secretária da doutora. Quando entrei no consultório, ela estava ao telefone já marcando uma tomografia. Não gostei! Ela fez o exame clínico, percebi que não gostou de eu não ter sintomas explícitos, mas não me abriu o motivo. Pediu novo exame de sangue e também uma tomografia dos seios da face (romântico, né?), desconfiando de sinusite. Recomendou o Laboratório Richet, como referência mundial, e eu nem conhecia... À noite, foi a primeira vez em que a febre chegou próximo aos 38. Antes, eu estava apenas febril, em um nível talvez auxiliado por um efeito anti-pirético do Diocil, que eu seguia tomando, agora bem espaçadamente. Lá se foi a primeira e única Novalgina para febre, do tratamento. O dia foi marcado pela ida à médica. Fiquei contente por estar aos cuidados de um bom profissional. Mas pra dormir, a mesma coisa
 Corujão: Femme Fattale, tão ruim que até cochilei, daquele jeito!

Dia 4 - Quinta - A Agonia
Se lembrarem lá de cima, eu disse que não conseguia ficar deitado de costas nem por um minuto, e que doía muito quando eu respirava fundo. Pois bem: vocês sabem no que consiste uma tomografia de tórax? Você tem que ficar 20 minutos deitado de costas em uma maca pouco acolchoada, e segurar o pulmão cheio de ar umas 30 vezes! Tortura chinesa! Se o coração aguentou, tá pronto pra muita coisa.... Pedi ao médico que comunicasse à Dra. Agnes o que ele viu: pneumonia, com um leve derrame pleural. Conforme suspeitava a doutora, e conforme não descoberto pelo Copa D'Or! O derrame era a causa da dor... O resto do dia foi de desaceleração das emoções da tomografia, até dormi cedo, mas acordei com dor, na hora do Corujão. Não achei o Diocil e tomei Novalgina (desta vez, sem febre), que me possibilitou assistir ao épico filme 'Pânico no Lago' , no Corujão companheiro..... às vezes atores bons se submetem a cada porcaria....


 Dia 5 - Sexta - Novo Antibiótico
Dia de nova consulta com a médica. Ah, sim, no dia anterior fomos pegar o laudo daqule radiografia original do Copa D'Or que não libera imagens sem laudo. Grande laudo! Pulmões normais! Como? A médica disse que já naquela, identificava a pneumonia e o derrame pleural. Seria suficiente para a internação. A sorte foi que a médica que me atendeu viu uma mancha, e associada ao exame de sangue, receitou o antibiótico. A pneumologista cogitou internar, mas achou que naquele momento, era melhor seguir em casa, monitorando. Podendo evitar, melhor não internar.... Ela mudou o antibiótico, pra Clavusin 875, de 8 em 8 horas, por 10 dias (!!)... e estendeu a licença para 15 dias, no total
 Dia 6 - Sábado - Rumo à broncoscopia
A urina escura 'pediu' um exame, resultado normal sem cultura. Em nova consulta, a Dra. Agnes vendo nova radiografia, achou melhor marcar uma broncoscopia. Ela ainda estava encafifada com a falta de sintomas.

Semana 2 - Evolução Lenta e Mais Exames
A evolução dos exames de  sangue: o antibiótico foi fazendo seu efeito,  acabando por melhorar o hemograma em todos os seus quesitos, mas preocupou o aumento exponencial da PCR - Proteína C Reativa, que subiu a 27, quando o máximo permitido era 3... mas acabou diminuindo. Assustador foi a tal VHS - velocidade de hemossedimentação - também exponencial, 85, quando o máximo é 3, e ainda se mantém elevada.... aí você vai ao Wikipedia e vê a palavra cãncer associada a um alto VHS.... e a gente espera a tal broncoscopia como uma esperança..
 A tal tomografia dos seios da face foi interessante: 100 minutos de espera por um exame de dois minutos, sem maiores sofrimentos. Resultado: sinusite, mais uma coisa que eu tenho sem sintomas... Aí pode ter sido a causa da coisa toda. Quando estive em Boston, um mês atrás, abusei um pouco do frio e a coisa pode ter sido originada lá...
No sábado, a tal broncoscopia. O processo? Uma camerazinha é introduzida por uma narina e atinge o interior dos pulmões, e tem a capacidade de recolher líquidos e amostras. Anestésico básico, meia-hora de exame, e ao acordar, a boa nova. Nada de ruim.  Amostras colhidas para análise.
Semana 3 -  A Alta

No começo da semana, recebi alta... ainda com uma pequena mancha na radiografia... mas que será absorvida pelo organismo.... assim espero...

Abraço

Homerix Sem Tosse Ventura












7 comentários:

  1. Haja ...
    Melhoras sempre.

    Antonio Alvarez

    ResponderExcluir
  2. hahahahahaa...Estimo as melhoras e o milagre aconteceu... estás curado a tempo!!!A palavra do Senhor diz assim:Não há nada oculto que não haja de manifestar-se, nem escondido que não venha a ser conhecido e revelado Lucas 8:17 Lembre-se Ele cuida de você e move os céus e a terra em seu favor, mesmo sem você perceber Bjkass Flavia Leal

    ResponderExcluir
  3. Mônica Campello7 de julho de 2012 17:43

    Nossa....que bom que já melhorou.Tô impressionada com a quantidade de gente com peneumonia...Cruzes !Saúde e pazz Tim! Tim! Beijos, Mônica
    ps: soube que a Liesel também estava com peneumonia, mas a dela foi mais séria...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Homero e Monica, e, comigo rolou tb uma pneumonia braba. Bom, passei por maus pedaços, mas estou me recuperAndo bem. SANTA FISIOTERAPIA RESPIRATÓRIA. SAUDADES DE TODOS BEIJOS E NOS VEMOS EM UM BOM BARVPARA COMEMORAR

      Excluir
  4. Mônica campello7 de julho de 2012 17:44

    pneumonia...o "e", intrometido, entrou 2x no lugar errado *:)Cruzes II

    ResponderExcluir
  5. Oi Galera, Passou um trator em cima de mim e eu ainda estava distraida. mas agora estou melhor do que antes. A Fisisoterapia me restabeleceu a vida quase normal, tive alta na 4 f passada e retornei ao trabalho devagarinho. SAUDADES NOS VEMOS NO PROX BAR BOM. BJ

    ResponderExcluir
  6. É amigo! Os médicos são mesmo sádicos. Todos os pacientes com dor vão obedecer, e fazer os exames exigidos. Sempre... E eles sabem disso!
    Desejo melhoras! Beth Pierobon

    ResponderExcluir